Cursinho Pré-Vestibular da UFSCar - São Carlos

Curso pré-vestibular noturno para jovens e adultos em São Carlos.

Seja do Corpo Docente

Voltar

Seja do Corpo Docente
Para ser um professor(a) ou monitor(a) efetivo(a) ou voluntário(a) do Cursinho Pré-Vestibular da UFSCar do campus São Carlos, é necessário:
- Ter vínculo como estudante de graduação ou pós-graduação da UFSCar;
- Passar por um processo seletivo que envolve uma prova escrita, uma prova didática e uma entrevista.

Sobre o processo seletivo
Sempre que houver vagas, será aberto um processo seletivo para a área de ensino em questão. A divulgação é feita por meio de cartazes na universidade e, também, pelos comunicados enviados pela CCS aos/às estudantes da universidade.
Mas, você pode manifestar seu interesse mesmo antes da abertura dos processos.
A manifestação de interesse e as inscrições para os processos abertos são feitas por esse site, basta preencher nossa ficha de interesse/inscrição clicando aqui!
Note que poderá se inscrever ou manifestar seu interesse por mais de uma disciplina/área.
Caso não haja, neste momento, um processo aberto para sua(s) área(s) ou disciplina(s) de interesse, nós enviaremos um e-mail a você assim que houver processos seletivos para essas áreas/disciplinas.

Etapas do processo seletivo
1) Prova escrita
Todos os candidatos e candidatas inscritos(as) nos processos seletivos devem realizar uma prova escrita, com questões dissertativas relativas a conteúdos do ensino médio da área para a qual estarão realizando o processo. Quando houver um processo seletivo, a data e horário da prova escrita serão divulgados antes das inscrições.
2) Prova Didática
Aqueles(as) candidatos(s) que forem aprovados(as) na prova escrita, serão convocados(as), por e-mail, para a realização da prova didática. Nessa convocação, que será feita com no mínimo uma semana de antecedência do dia da avaliação didática, os candidatos e candidatas receberão informações sobre o tema da prova, tempo de duração, data, horário e local da prova (da aula).
De maneira geral, os/as candidatos/as deverão preparar uma aula de 40 minutos de duração, simulando uma situação real de aula para estudantes de cursinho pré-vestibular e considerando o público alvo de nosso cursinho. Preferencialmente, deverá ser preparada uma aula expositiva, com uso de lousa e pouco ou nenhum uso de slides.
A avaliação didática é realizada por uma banca, composta por integrantes do corpo docente da área de ensino em questão e por uma pessoa da coordenação e/ou da orientação pedagógica do projeto.

A comunicação com os candidatos e as candidatas, após as inscrições, será feira pela coordenadora ou o coordenador da área de ensino para a qual estiver ocorrendo o processo seletivo, que é a/o responsável pela organização do processo.

Sobre o trabalho no projeto de extensão Cursinho UFSCar – campus de São Carlos
Além dos objetivos relativos aos/às estudantes do cursinho, um dos objetivos deste projeto é “constituir-se em espaço de formação político-pedagógica aos estudantes da universidade que compõem o corpo docente do curso e participam de sua gestão”.
No projeto, os integrantes e as integrantes do corpo docente atuam no trabalho pedagógico sempre em duplas – professor(a) e monitor(a) –, que são corresponsáveis por todas as atividades relativas ao ensino e à avaliação da aprendizagem dos(as) estudantes do cursinho. Atuam também na gestão do projeto, participando das decisões que são tomadas em reuniões gerais mensais e de algumas atividades da gestão. Para que seja possível reunir todos(as) integrantes do projeto, as reuniões gerais ocorrem aos sábados. Atualmente, uma vez por mês, as reuniões ocorrem aos sábados de manhã (das 9h às 13h), no núcleo de extensão UFSCar-escola (área sul), que é a sede administrativa do projeto.

Sobre pagamento de bolsas, número de horas de dedicação e atividades
Se você for aprovado(a) no processo seletivo como monitor(a) ou professor(a) efetivo, você passará a integrar o corpo docente do cursinho e será bolsista de extensão da universidade, recebendo uma bolsa mensal no valor em vigor. Atualmente, o valor da bolsa é de R$267,00 para uma dedicação de, em média, 12 horas semanais de trabalho. Os dois primeiros meses de trabalho caracterizam-se como um período de experiência e, por isso, durante esses meses não há pagamento de bolsas.
As horas de trabalho envolvem: o planejamento e preparação das aulas (professor/a e monitor/a); o desenvolvimento das aulas, dentro da disponibilidade comum da dupla responsável pela disciplina; participação em reuniões da área da qual vocês fizer parte; participação de atividades de orientação pedagógica; participação nas reuniões gerais; e eventual participação em outras atividades esporádicas. Todas as atividades obrigatórias são definidas de acordo com sua disponibilidade, mas é desejável que você tenha ao menos duas noites disponíveis ou uma noite e o sábado de manhã. De maneira geral, só haverá uma noite com aulas da disciplina em que você atuará.
O calendário das aulas e das reuniões gerais é definido no início de cada ano letivo.
Mas, frequentemente, as aulas do cursinho ocorrem de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h35, e aos sábados, das 8h às 12h35.
Há um rodízio para as aulas do sábado.
Os monitores e monitoras serão responsáveis, uma vez por semana (entre segunda e sexta-feira), pelas atividades de monitoria das 18h às 19h. Nesse horário, ocorrem plantões de dúvida e aulas de revisão. Todas as aulas e atividades ocorrem em prédio de salas de aula da universidade (em quase todos os anos, no AT5).
Se você for aprovado para participar do projeto como monitor ou monitora voluntária, você também será integrante do corpo docente e poderá participar de todas as atividades, mas em caráter voluntário e, portanto, sem bolsa. Entretanto, assim que houver vaga para efetivação, você participará de uma avaliação didática interna e poderá ser bolsista do projeto.

Seja bem-vindo ou bem-vinda!!